Registro de especialização – Enfermeiros e Obstetrizes

É IMPRESCINDÍVEL A APRESENTAÇÃO DO ORIGINAL E CÓPIA SIMPLES DE TODOS OS DOCUMENTOS ABAIXO RELACIONADOS:

  • Certificado de Especialização;
  • Histórico Escolar;

ATENÇÃO: para concessão do registro, os documentos escolares serão analisados com base na Resolução do Conselho Nacional vigente à época do início do curso de Pós Graduação e na Resolução COFEN nº 581/2018 (clique aqui)

  • Comprovante do Exercício da Especialidade – somente para Enfermagem Obstétrica ou Obstetriz (Obrigatório nos termos do Art. 1º da Resolução nº 516/2016 – clique aqui).
  • Carteira de Identidade Profissional – do Coren-SP;
  • RG – Registro Geral – documento preferencial para identificação.

Na impossibilidade de apresentar o RG (Registro Geral) será analisado documento substitutivo válido (ver data de validade impressa no documento).

Documentos substitutivos sujeitos à análise: Carteira Nacional de Habilitação; Passaporte, Carteira de Identidade Militar; Carteira de Identidade de Órgãos de Fiscalização Profissional.

  • RNE – Registro Nacional de Estrangeiro, para profissionais estrangeiros residentes no Brasil;
  • CPF – Cadastro de Pessoa Física (caso o número não conste no RG);
  • Certidão de Nascimento ou Casamento – com averbação quando houver (de separação, divórcio, óbito, etc.);

ATENÇÃO: Em caso de divergência de nome nos documentos, apresentar TODAS as Certidões com as respectivas averbações das alterações de nome ocorridas ou Certidão de Inteiro Teor emitida pelo Cartório.

ATENÇÃO: não serão aceitos protocolos de solicitação de documentos, protocolos de segunda via de documentos e documentos de identidade com validade expirada.

  • Valor da taxa: ISENTO (válida para 2018)
  • Prazos: De 15 (quinze) até 30 (trinta) dias da data de solicitação do registro.

 

Carteira de Identidade Profissional de Especialista – Opcional

É opcional ao profissional solicitar a emissão da carteira de identidade profissional de Especialista

  • Foto 3×4:
    • Sede (Alameda Ribeirão Preto, 82 – Bela Vista – São Paulo – SP) e subseções Campinas, Santo André, Guarulhos e Osasco e NAPE Santo Amaro: não é necessário a apresentação de foto (informações clique aqui).
    • Demais unidades: uma foto colorida, recente, com fundo branco e sem uso anterior (anotar nome completo no verso). A foto deve estar de acordo com as especificações descritas no site do Coren-SP no menu opção Documentos – Qualidade Fotográfica (clique aqui).
  • Prazos:
    • Envio da Carteira de Identidade Profissional do Coren-SP pelos Correios (AR): Até 45(quarenta e cinco) dias da data de solicitação do registro.
    • Retirada da Carteira de Identidade Profissional do Coren-SP (caso o profissional não opte pelo envio da carteira pelos Correios): Após 45(quarenta e cinco) dias da data de solicitação do registro.
  • Valor da taxa para emissão da carteira de especialista: ISENTO (válida para 2018)
  • Valor da taxa de Correios (AR) para envio da carteira (opcional): R$ 13,45 (valor da taxa administrado pelos Correios).
  • O pagamento das taxas pode ser feito em agências bancárias, casas lotéricas, caixas eletrônicos ou por net banking (internet).

Com a ativação do número de registro estará disponível no site do Coren-SP a Certidão de Especialização, documento oficial hábil para comprovar a habilitação.

 

Para registro de Título de Especialista sem certificado – Resolução COFEN nº 575/2018 (clique aqui).

 

Orientações Complementares

  • Para o registro é necessário que o profissional tenha inscrição ativa no Coren-SP.
  • Certificados emitidos por Sociedades de Especialistas em Enfermagem, cujas provas tenham sido aplicadas entre 1991 e 12/07/2001 deverão vir acompanhados de cópia de documento(s) que comprove(m) o exercício profissional (ensino, pesquisa e/ou assistência) na área de especialidade requerida, por tempo mínimo de 3(três) anos.
  • A expedição do certificado de especialista deve obedecer às normas da Lei Federal nº 7.088/83.
  • Para o registro de especialização com Diplomas e Certificados de Especialização de Nível Superior emitidos por instituições estrangeiras deverão apresentar a documentação escolar como segue:

               Diploma ou Certificado – revalidado no Brasil por uma instituição pública de ensino ¹;

               Diploma ou Certificado Traduzido – tradução realizada por tradutor público juramentado (exceto para diplomas ou certificados expedidos em língua portuguesa);

               Histórico Escolar – acompanhado de cópia da tradução juramentada (exceto para Histórico Escolar expedido em língua portuguesa).

(1) Instituições de ensino autorizadas a revalidar Diplomas e Certificados de Especialização de Nível Superior expedidos em outros países, clique nos links abaixo para maiores informações:

Cursos de Especialização de Nível Superior: MECUSPUnicampUNESP