Fiscalização do Coren-SP faz inspeções em Bauru, São José dos Campos, Paranapanema e Presidente Prudente

Além das instituições de saúde da capital e da grande São Paulo, a fiscalização do Coren-SP continua com o trabalho de inspeção do fluxo da assistência de enfermagem em relação à pandemia da Covid-19 nas instituições do interior, por todo o Estado. 

Na última sexta-feira (15/5), a fiscal Maria Carolina realizou uma inspeção no Hospital Policlin Unidade 9 de Julho, em São José dos Campos, para verificar a disponibilidade de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e o plano de contingência adotado pela instituição.

Hospital Policlin Unidade 9 de Julho, em São José dos Campos

A chefe técnica da subseção de Botucatu, Mariana Cristina Augusto Belver, esteve em Paranapanema. Na ocasião, após realizar uma inspeção no Hospital Municipal Van Mellis e averiguar se havia disponibilidade de EPIs, Mariana realizou a entrega de máscaras N95 disponibilizadas pelo Cofen.

Hospital Municipal Van Mellis

Na última segunda-feira (18/5), a chefe técnica da subseção de Marília, Silvia Campos, esteve no Pronto Socorro Central de Bauru para verificar o fluxo de assistência e a disponibilidade de EPIs.

Pronto Socorro Central

Já as fiscais Ana Cristina e Regina Furtado, realizaram inspeção em Presidente Prudente no Hospital Nossa Senhora das Graças e no Centro de Triagem de Síndrome Respiratória.

Hospital Nossa Senhora das Graças

Centro de Triagem de Síndrome Respiratória

De volta ao município de São José dos Campos, a fiscal Vanda Maria Fogaça esteve na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Alto da Ponte, para verificar a disponibilidade de EPIs e o fluxo de assistência da unidade.

UPA Alto da Ponte

Atendimento aos profissionais de enfermagem

As fiscais do Coren-SP estão realizando as inspeções nas instituições de saúde, com o foco voltado para a disponibilidade de EPIs. Também há fiscais atendendo as dúvidas dos profissionais via chat. Entre os dias 24/3 e 18/5, foram realizados mais de 16 mil atendimentos. Além do chat, que é uma ferramenta complementar às ações presenciais, a fiscalização do Coren-SP tem atuado em outras frentes por meio das ferramentas digitais. Todos os serviços são conduzidos por fiscais prontos a responder questionamentos sobre questões técnicas.

Confira as ações em números: 

16.130 atendimentos pelo chat sobre o Novo Coronavírus.

1.115 inspeções.

1.800 atendimentos da Ouvidoria.

1.408 atendimentos do Fale Conosco.

568 levantamentos situacionais de risco na assistência de enfermagem.