PL que proíbe ensino a distância para saúde tramita na Alesp – Coren-SP

PL que proíbe ensino a distância para saúde tramita na Alesp

O Projeto de Lei (PL) 52/2017, que prevê a proibição da modalidade ensino a distância para cursos de graduação na área da saúde foi publicado no Diário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) no dia 21/02. A mobilização dos Conselhos, entre eles o Coren-SP, foi fundamental para sua tramitação. De autoria do deputado Celso Giglio, o projeto precisa ter aval das comissões para ser votado e, então, sancionado pelo governador Geraldo Alckmin.

Mauro Antônio Pires Dias da Silva em audiência pública na Alesp

O vice-presidente do Coren-SP, Mauro Antônio Pires Dias das Silva, participou dos debates e audiências públicas na Alesp, que reuniram deputados e representantes dos Conselhos de Saúde, para discutir a necessidade de proibição do EaD para áreas de formação em saúde. Em fevereiro, ele e integrantes dos Conselhos de odontologia, nutrição, farmácia e veterinária entregaram ao deputado Giglio um documento que resume a atuação do grupo e também reivindicaram da presidente da Comissão de Justiça, deputada Célia Leão, celeridade na relatoria do PL.”O ensino presencial garante a prática segura da profissão e o nosso compromisso deve ser com a qualidade da assistência prestada à sociedade”, avalia Mauro.

Representantes dos Conselhos da área da saúde na Alesp

Saiba mais sobre a luta do Coren-SP contra o EaD:

Coren-SP se posiciona contra o ensino a distância em Enfermagem em Audiência Pública na Alesp

EaD é tema de reunião na Assembleia Legislativa de São Paulo