Fiscalização e atuação do Coren-SP são decisivas para a conquista das 30 horas em mais um município – Coren-SP

Fiscalização e atuação do Coren-SP são decisivas para a conquista das 30 horas em mais um município

A enfermagem do município de Santa Mercedes conquistou recentemente a redução da jornada de trabalho para 30 horas semanais. O avanço foi fruto de um projeto elaborado pelas enfermeiras Carla Priscila Alves Braga, secretária de saúde, e Érica Fabiana Perotti Rumiero, que atua na rede municipal, e do empenho do Coren-SP, que ofereceu apoio na análise dos cálculos de dimensionamento, mostrando à Prefeitura a viabilidade da proposta, sem que houvesse impacto financeiro.

Juliana Gouvêa (chefe técnica), Érica Fabiana (enfermeira), Carla Priscila Alves Braga (secretária de saúde), Renata Pietro (presidente do Coren-SP), Cláudio Silveira (vice-presidente do Coren-SP), Edir Kleber Boas Gonsaga (segundo-tesoureiro), Eduarda Ribeiro (primeira-secretária) e Ana Cristina (fiscal).

 O projeto foi analisado pela fiscal da subseção de Presidente Prudente, Ana Cristina, durante uma ação da fiscalização. Ela aprovou tecnicamente os critérios de dimensionamento apresentados no projeto e o Coren-SP demonstrou de imediato apoio à medida. Com essa chancela, as enfermeiras se reuniram naquele mesmo dia com o prefeito e ele aceitou a proposta, que foi aprovada pela Câmara Municipal. “O auxílio da Juliana (Chefe Técnica) e da fiscal Ana Cristina foi fundamental, pois o Conselho deu o embasamento legal ao nosso projeto”, disse a enfermeira Érica, acrescentando: “Ganhamos as 30 horas sem diminuição do salário. Nosso ambiente de trabalho agora é outro, está muito melhor”.

A profissional Carla Priscila concorda com a avaliação da colega. “A subseção de Presidente Prudente é referência para nós”.

A presidente do Coren-SP, Renata Pietro, esteve com as profissionais durante reunião da Diretoria Itinerante em Presidente Prudente e reforçou a importância desta conquista e a disponibilidade do Conselho em apoiar a categoria em suas ações. “Tenham no Coren-SP um aliado de vocês. É muito que o Conselho seja acionado para que possa ajudar efetivamente os municípios a trabalharem as 30 horas com a segurança e o respaldo necessário aos profissionais e à instituição” ”, disse, reiterando que esse empenho é por todos os municípios. “Estamos lutando para que as 30 horas sejam uma realidade em todo o estado de São Paulo e, para isso, emplacamos o projeto na Assembleia Legislativa, que tramita em regime de urgência”, disse.