Coren-SP realiza 2º Simpósio de Saúde do Trabalhador – Coren-SP

Coren-SP realiza 2º Simpósio de Saúde do Trabalhador

O “2º Simpósio de Saúde do Trabalhador”, realizado nesta quarta-feira (26/4), na sede do Coren-SP, pelo Grupo de Trabalho (GT) de Saúde do Trabalhador do Coren-SP, foi um momento de muita troca de experiências e reflexão sobre liderança e empoderamento.


A conselheira Maria Cristina Massarollo fez a abertura do evento

A conselheira Maria Cristina Massarollo e a coordenadora do Grupo de Trabalho de Saúde do Trabalhador da autarquia realizaram a abertura oficial do evento. Em seguida, a enfermeira Miriam Cristina dos Santos Almeida, professora das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), falou sobre a relação entre trabalho e saúde na conferência “Trocando experiências com enfermeiros do trabalho”. “O trabalho é um dos fatores determinantes e condicionantes da saúde, por isso, o ambiente profissional deve promover a saúde e não a doença”, destacou.


Patrícia Campos Pavan, coordenadora do GT de Saúde do Trabalhador do Coren-SP

Roberta Zarpelão, coordenadora de ações de qualidade de vida da Brasilprev, apresentou o trabalho que realiza, com ações que preconizam a qualidade de vida dos funcionários, como programa de gerenciamento de estresse, pilates, acupuntura, orientação com nutricionistas e questionários periódicos com os funcionários. “Para que programas como esses funcionem, é fundamental trabalharmos em parceria com o setor de comunicação das empresas, para que eles sejam amplamente divulgados entre os funcionários e tenham adesão”, pontuou a enfermeira.


Mirian Cristina dos Santos Almeida falou sobre a relação entre trabalho e saúde

A necessidade de se unir aspectos da administração de empresas com a enfermagem foi o tema central da fala de Mahiti Candio Godoy, diretora de programas de gestão de riscos à saúde do Grupo BEM, da Informar Saúde. “Vivemos em um mundo capitalista, e as empresas buscam o lucro. Então toda ação que promova a saúde do trabalhador deve ter uma justificativa financeira, deve auxiliar no aumento da produtividade da empresa de alguma forma. Essa justificativa é fundamental para que as empresas aceitem nossas sugestões e possamos implementar nossos programas de saúde”, detalhou


Roberta Zapalão contou suas experiências como coordenadora do Programa de Qualidade de Vida da Brasilprev

No período da tarde, os participantes do simpósio foram divididos em três grupos e participaram de oficinas sobre os temas “Gestão da saúde ocupacional”, “Empoderamento e liderança de equipe” e “Promoção de saúde no ambiente de trabalho e qualidade de vida”. “Temos que sair do nosso quadradinho e pensar em coisas diferentes para fazer. Passamos a maior parte de nossas vidas em nosso ambiente de trabalho, então ele deve ser algo que nos realize”, refletiu a enfermeira Patrícia Campos Pavan Baptista.


Mahiti Candio Godoy relacionou a administração e a enfermagem do trabalho 

A conselheira Maria Cristina Massarollo fez o encerramento do simpósio, destacando a troca de experiências. “É uma experiência muito rica. Espero que tenha sido um dia bastante produtivo para todos aqui presentes”, concluiu. 


Participantes do 2º Simpósio de Saúde do Trabalhador