Presidente do Coren-SP ministra aula a graduandos em enfermagem da Unimep – Coren-SP

Presidente do Coren-SP ministra aula a graduandos em enfermagem da Unimep

Como parte das comemorações da Semana da Enfermagem de 2016, a presidente do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo, Fabíola de Campos Braga Mattozinho, deu uma aula aos alunos de Enfermagem da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), na tarde desta terça-feira (3).


A aula ministrada pela presidente do Coren-SP integra as comemorações da Semana da Enfermagem 2016

Fabíola falou sobre a história da Enfermagem, ressaltando a importância do cuidar associado a uma visão científica e consciência política. “A importância de Florence Nightingale foi incorporar o método científico ao processo do cuidar”, explicou.


Ao final da palestra, a presidente respondeu perguntas dos estudantes

Entre os temas discutidos estavam a importância dos profissionais conhecerem o Código de Ética que rege a profissão. Os alunos foram incentivados a participar das tomadas de decisão. “A Enfermagem tem que participar da construção das políticas públicas de saúde, pois somos a maior categoria profissional da saúde e muitas vezes temos uma participação que não condiz com nossa importância”, disse.  

Durante o encontro com os alunos, no auditório verde da instituição de ensino, a presidente do Coren-SP abriu a parte final da aula para questões colocadas pelos alunos e docentes presentes. Uma das perguntas foi sobre a carga horária de 30 horas para os profissionais de Enfermagem.

“A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece a importância da jornada de 30 horas semanais para os profissionais de Enfermagem. Uma luta antiga da categoria, que enfrenta morosidade do Congresso na aprovação do Projeto de Lei 2295/2000. O Coren-SP vem atuando junto a prefeitos, secretários e vereadores para municipalizar as 30 horas. Recentemente conseguimos isso em Cubatão e Birigui e atualmente temos grupos de trabalho lutando pelas 30 horas em cerca de 41 cidades em todo o nosso estado. A participação dos profissionais é fundamental nesse processo”, concluiu.