Fiscalização do Coren-SP no Complexo Hospitalar do Mandaqui fundamenta ação civil pública – Coren-SP

Fiscalização do Coren-SP no Complexo Hospitalar do Mandaqui fundamenta ação civil pública

Apoiado por relatórios das fiscalizações do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP), do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo), SEVISA (Sistema Estadual de Vigilância Sanitária) e NAT (Núcleo de Apoio Técnico do Ministério Público) realizadas no Complexo Hospitalar do Mandaqui, o Ministério Público do Estado de São Paulo (MP/SP) ajuizou ação civil público contra o Estado de São Paulo por conta de irregularidades encontradas na unidade de saúde.

O juiz de 1º grau deferiu a antecipação da tutela, estabelecendo o prazo de 6 meses para a correção das irregularidades apontadas, sob pena de multa diária de 1.000,00.