Assédio moral é tema de palestra em hospital da Zona Leste – Coren-SP

Assédio moral é tema de palestra em hospital da Zona Leste

O primeiro-secretário do Coren-SP, Marcus Vinicius de Lima Oliveira, realizou palestra sobre assédio moral,  terça-feira (7), no Hospital Infantil Cândido Fontoura. O evento teve, ainda, participação do Sindicato dos Trabalhadores Públicos na Saúde do Estado de São Paulo (Sindisaúde – SP).

O primeiro-secretário do Coren-SP, Marcus Vinicius Oliveira, elencou os riscos do assédio moral à saúde dos profissionais

Oliveira lembrou que o assédio pode ocorrer em todos os tipos de ambiente onde a Enfermagem atua, sendo caracterizado pela repetitividade e pela sistematização de um comportamento hostil, tanto pela chefia como por um colega de trabalho. “O assédio é a exposição do trabalhador a situações constrangedoras e humilhantes que atingem a sua autoestima e segurança. Representa um risco à saúde física e psicológica do profissional”, destacou.

Oliveira falou da importância de respeitar os princípios e normas que regem o exercício da Enfermagem

A observância aos artigos 6º, 8º e 9º do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem foi ressaltada pelo primeiro-secretário como fundamental para promoção de um ambiente de trabalho saudável. Outra questão lembrada pelo conselheiro foi o dimensionamento de pessoal “que, quando inadequado, pode ser uma espécie de assédio moral coletivo”.

As implicâncias jurídicas do assédio moral foram pontuadas pelo advogado Thiago Tifaldi

O advogado Thiago Tifaldi, que atua junto ao SIndiSaúde-SP, falou dos aspectos legais do assédio moral, destacando a importância de produzir provas e de sempre ter testemunhas. “É preciso fortalecer o coletivo, sempre manter outro colega por perto, para não se deixar constranger”, recomendou.

O primeiro-secretário do Coren-SP, Marcus Vinicius Oliveira, representantes do Sindsaúde-SP e funcionários do Hospital Infantil Cândido Fontoura