Santos: Presidente do Coren-SP participa de reunião sobre PS da Zona Noroeste com o secretário de saúde – Coren-SP

Santos: Presidente do Coren-SP participa de reunião sobre PS da Zona Noroeste com o secretário de saúde

A presidente do Coren-SP, Fabíola Campos, participou em 14/02, de uma reunião com o Secretário de Saúde de Santos, Fábio Ferraz, e com profissionais de enfermagem para discutir a situação do Pronto Socorro da Zona Noroeste do município. No último sábado (11), os funcionários paralisaram temporariamente as atividades devido à falta de condições de trabalho e quantidade insuficiente de profissionais para conduzir o plantão e garantir uma assistência segura à população.

O Coren-SP já havia visitado o local e constatado condições estruturais precárias, além de déficit de funcionários. Os apontamentos foram encaminhados para as vigilâncias sanitárias municipal e estadual e para o Ministério Público.

Durante a reunião, os funcionários contestaram o decreto da Prefeitura, que reduz a quantidade de horas extras permitida por profissional de enfermagem, sem adequar o quadro de profissionais para atender as demandas da unidade, o que agravou a situação de subdimensionamento de pessoal.

A presidente Fabíola Campos reforçou na reunião que o dimensionamento já estava aquém do necessário para atender as demandas do PS da Zona Noroeste. Ela ainda abordou o depoimento do secretário veiculado em rede televisiva, solicitando esclarecimento dos pontos relativos ao salário dos profissionais, evitando distorções e animosidades. “O momento é de construção conjunta e coletiva, visando a qualidade do atendimento e condições adequadas para o exercício profissional da enfermagem, fatores fundamentais para a garantia de uma assistência de qualidade à população”, disse Fabíola, ao propor que a Prefeitura de Santos estabeleça um canal de diálogo constante com a enfermagem.

O secretário Fábio Ferraz admitiu que é preciso avançar e que fará investimentos na unidade, bem como a adequação do quadro de profissionais de enfermagem, para assegurar uma assistência qualificada à população.