Presidente do Cofen participa da reunião plenária do Coren-SP – Coren-SP

Presidente do Cofen participa da reunião plenária do Coren-SP

A reunião plenária do Coren-SP desta quinta-feira (9) contou com a participação do presidente do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Manoel Carlos Neri da Silva. Na ocasião, a presidente Fabíola Campos, o vice-presidente Mauro Antônio Pires Dias da Silva e os demais integrantes do Plenário apresentaram os projetos desenvolvidos pela autarquia no estado de São Paulo.

Presidente do Cofen, Manoel Carlos, presidente do Coren-SP, Fabíola Campos, e o vice  Mauro Antônio

Fabíola destacou o trabalho conjunto que vem sendo realizado pelos Conselheiros da atual gestão. “Atuamos coletivamente e mesmo as divergências têm sido muito positivas e estão contribuindo com o crescimento do Coren-SP. É uma grande honra integrar um grupo em que cada um está disposto a somar a partir de suas particularidades”, expôs.

O vice-presidente do Coren-SP, Mauro Antônio, também elogiou a relação de parceria que se consolidou no Plenário. “Nossa atuação tem sido muito produtiva, inclusive nos momentos críticos, em que vencemos todos os desafios e superamos as expectativas”.

A educação foi uma das pautas abordadas na reunião. Os conselheiros falaram sobre a necessidade de proibição do ensino a distância em nível nacional e também da realização de uma prova de proficiência, para garantir o ingresso de profissionais realmente capacitados no mercado de trabalho.

Membros do Plenário apresentaram as ações da campanha Violência Não Resolve, desenvolvida em uma parceria entre Coren-SP e Cremesp, que foi elogiada por Manoel Carlos. “Muito interessante esta iniciativa de compor um Grupo de Trabalho para debater as políticas públicas visando resolver o problema da violência. Ela pode servir de referência para abordarmos o tema nacionalmente”, disse o presidente do Cofen.

Outro tema abordado por conselheiros foi o incentivo à formação de Comissões de Ética de Enfermagem nas instituições, prática que vem sendo priorizada pelo Coren-SP e que alcançou grande aprovação entre os profissionais do Estado. Foi apontada a necessidade de se expandir esta iniciativa por todo o país, tornando a prática obrigatória.

A municipalização das 30 horas semanais para a enfermagem, por meio de estudos de dimensionamento e implantação de grupos de trabalho nos municípios, é outra conquista significativa da autarquia no Estado de São Paulo. 

As sessões de desagravo público também tiveram destaque na reunião, como boas práticas desenvolvidas no estado de São Paulo, já que proporcionaram experiências muito ricas e demonstram o apoio do Conselho às vítimas de violência no ambiente profissional. Da mesma forma, o programa Conselheiro Ouvidor está aproximando a autarquia e seus inscritos, promovendo o diálogo com a categoria e demonstrando a disposição em solucionar pendências.

Manoel Carlos falou sobre a atuação do Cofen em diversas áreas e destacou o importante papel do Coren-SP para o fortalecimento da enfermagem no Brasil. “O Coren-SP é um grande protagonista do sistema e tem muitos projetos de sucesso para apresentar”, afirmou.

 
 Conselheiros apresentaram projetos desenvolvidos no Estado