O certo e o errado na ergonomia – Coren-SP

O certo e o errado na ergonomia

Medidas simples adotadas pelos profissionais de Enfermagem e pelas instituições de saúde podem fazer uma grande diferença nas condições laborais e na qualidade de vida dos trabalhadores. Conheça o certo e o errado e adote novos hábitos no seu dia a dia.

Certo

Errado

Acesso a insumos e objetos

✔ Manter  objetos armazenados na altura da cintura, evitando esforço desnecessário para levantá-los.

Acessar com frequência objetos e insumos pesados em alturas acima ou muito abaixo da cintura

Movimentação de pacientes

Na ausência de equipamentos que auxiliem essa atividade, o profissional deve recorrer à ajuda de um colega e também utilizar superfícies como apoio, buscando manter as costas eretas.

Movimentar ou transportar pacientes, sobretudo obesos e com alto grau de dependência, sem auxílio.

Agachamento

✔ Manter as costas eretas e um dos joelhos flexionados, sempre que for necessário agachar.

Curvar as costas ao agachar para carregar algum objeto ou auxiliar o paciente.

Armários elevados

Utilizar uma escada para acessar objetos em armários altos, evitando o estiramento dos músculos e desgaste dos ossos.

Esticar o corpo para acessar objetos que estão fora do alcance.

Bancada de trabalho

Utilizar a bancada em uma altura que corresponda à dos cotovelos quando flexionados. É importante apoiar os pés, alternadamente, em um banquinho ou sentar após um estar certo período em pé.

Trabalhar por muito tempo na mesma posição e sem regulagem de altura.

Condições dos equipamentos

Manter os equipamentos em condições adequadas de uso, com manutenção periódica e preventiva. No caso de camas com manivelas, por exemplo, assegurar a lubrificação periódica.

Utilizar equipamentos em condições inadequadas e realizar esforços excessivos para operá-los.

Computador

Posicionar a tela na altura dos olhos e manter os pés apoiados, paralelamente, no chão ou em um descanso. Utilizar assentos que mantenham a parte inferior das costas apoiada, evitando banquetas sem encosto. Os cotovelos devem estar levemente inclinados no sentido do chão.

Utilizar banquetas sem encosto, mesas baixas ou altas demais e não regular esses instrumentos de acordo com as características físicas de cada profissional.