Ministério da Saúde confirma epidemia de sífilis no Brasil – Coren-SP

Ministério da Saúde confirma epidemia de sífilis no Brasil

O Ministério da Saúde divulgou na semana passada que o Brasil enfrenta uma grande epidemia de sífilis. O último boletim epidemiológico informou que, de 2010 a 2016, surgiram 230 mil novos casos da doença. Apesar de o crescimento constante ser registrado há 6 anos, somente agora a doença foi classificada como caso de epidemia.

“Estamos tratando o problema como epidemia até para que resultados de redução sejam mais expressivos possíveis. Os recursos estão disponíveis. É preciso que as pessoas se submetam aos testes e aos tratamentos”, disse o ministro da saúde Ricardo Barros, afirmando que o crescimento da doença foi significativo nos últimos anos.

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível (DST), causada pela bactéria Treponema pallidum, e pode apresentar várias manifestações clínicas e diferentes estágios (sífilis primária, secundária, latente, terciária e congênita). Após a infecção inicial, a bactéria pode permanecer no corpo da pessoa por décadas para só depois manifestar-se novamente.

No ano passado, a cada mil bebês nascidos, 6,5 eram portadores de sífilis. Em 2010 esse número era 2,4 bebês em cada mil nascimentos. Em 5 anos, o aumento da sífilis congênita – passada de mãe para filho durante a gravidez ou parto – quase triplicou.

Para mais informações sobre a doença acesse o Manual de Sífilis, do Ministério da Saúde.

 

Fonte: site Catraca Livre