Enfermagem de todo o Brasil se une por valorização em grande ato na avenida Paulista – Coren-SP

Enfermagem de todo o Brasil se une por valorização em grande ato na avenida Paulista

A enfermagem brasileira tomou conta da Avenida Paulista na tarde desta quinta-feira (17/5), com a realização de um grande ato que contou com a participação de entidades representativas da categoria vindas de todas as partes do Brasil.

Com concentração no vão livre do MASP às 14h, a manifestação seguiu até a praça Roosevelt, na avenida Consolação. O objetivo da passeata foi o de exigir direitos e valorização para os enfermeiros, obstetrizes, técnicos e auxiliares de enfermagem. Durante a passeata, os profissionais cobraram dos governantes a jornada de 30 horas e outros direitos, como explicou a presidente do Coren-SP, Renata Pietro: “independentemente de representarmos Corens ou sindicatos, estamos todos aqui hoje como profissionais de enfermagem, em união, tentando mostrar a importância de termos valorização, e direitos como as 30 horas, o piso salarial, descanso digno e aposentadoria especial”, disse.

O primeiro-tesoureiro do Coren-SP, Jeferson Caproni, foi um dos organizadores da passeata, na qual representou também o Fórum Estadual de Enfermagem. Em seu discurso, ele valorizou o caráter pacífico do ato e a necessidade de união da categoria: “sem enfermagem não há saúde. Estamos no mês de maio comemorando a semana da Enfermagem e exigindo dignidade já. Hoje, juntos, faremos um manifesto da paz, um manifesto da unidade em nossa categoria”, destacou.

O conselheiro federal Luciano Silva comemorou o resultado da manifestação: “Vimos os movimentos organizados, as entidades unidas, a presença marcante de trabalhadores da enfermagem, oriundos de diversos estados, mobilizados por reconhecimento profissional e reivindicação de pautas importantes para nossa categoria. Hoje a Enfermagem mostrou sua força. É um novo momento”.

Além do Coren-SP, participaram da manifestação outras entidades representativas como o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), os Corens de Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Associação Nacional dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem (ANATEN), Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP), Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de São Paulo (SinSaudeSP), Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Campinas (STMC) e sindicatos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e de outros estados, além do deputado Estadual Carlos Giannazi e do deputado Federal Orlando Silva.