Enfermagem de Campinas faz manifestação em defesa do SUS e contra a limitação da prática profissional – Coren-SP

Enfermagem de Campinas faz manifestação em defesa do SUS e contra a limitação da prática profissional

Uma manifestação da enfermagem contra a precarização das condições de trabalho da categoria e contra o a limitação da prática profissional marcou a reunião do Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Campinas realizada na noite desta quarta-feira (25/10).

Os profissionais de enfermagem levaram faixas de repúdio à liminar concedida ao CFM

O protesto voltou-se principalmente contra a liminar concedida pela Justiça Federal à ação do Conselho Federal Medicina (CFM) que visava impedir os profissionais de enfermagem de realizar procedimentos previstos na Lei do Exercício Profissional. “A decisão foi derrubada, mas ainda não foi julgada definitivamente”, explicou Rosana Garcia, coordenadora de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde de Campinas.

“Sabemos o desmonte que temos no SUS em relação aos nossos direitos. Vocês que são usuários sabem quem os atende e quem os acolhe. Se a liminar fosse mantida, seria um retrocesso para o SUS. Fazemos um chamamento em nome da vida e estamos ao lado da população”, concluiu Rosana.

Grupo de profissionais de enfermagem participantes do ato

A manifestação da enfermagem, no início da reunião do CMS, foi seguida de uma fala da presidente do Conselho, Maria Haydée de Jesus Lima, que leu uma moção em favor dos profissionais de enfermagem. Aprovada por unanimidade, a moção será encaminhada ao Coren-SP. “O Conselho municipal de saúde manifesta apoio irrestrito à enfermagem contra a liminar do CFM, que agiu de maneira prepotente e alienada da realidade brasileira. Não reconhecemos as medidas defendidas pelo CFM, que seriam um retrocesso no SUS que defendemos”, disse Maria Haydée.

A manifestação contou com a presença e o apoio do Coren-SP, da enfermagem da rede municipal de Campinas, da ABEn-SP e do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP).