Coren-SP sedia reunião da Comissão de Saúde da Mulher do Cofen – Coren-SP

Coren-SP sedia reunião da Comissão de Saúde da Mulher do Cofen

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) está desenvolvendo ações voltadas para qualificação da assistência na área da saúde da mulher, visando ampliar a participação da enfermagem e empoderar os profissionais, sobretudo em relação à obstetrícia. Nesta sexta-feira (3), a Comissão de Saúde da Mulher do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) se reuniu com o Grupo de Trabalho (GT) do Coren-SP, que também trata do tema, para acompanhar os avanços obtidos em 2016 e as estratégias para 2017.

Fabíola de Campos Braga Mattozinho falou sobre os avanços do GT de Saúde da Mulher

A presidente do Coren-SP, Fabíola de Campos Braga Mattozinho prevê a ampliação das ações do GT neste ano. “A atuação do grupo teve grande repercussão. É muito importante  valorizarmos esta causa, incentivando cada vez mais a participação da enfermagem na saúde da mulher e no parto humanizado e disseminando nossas ações em todo o Estado”.

A reunião contou com a participação do coordenador da Comissão de Saúde da Mulher do Cofen, Valdecyr Herdy Alves; da  vice-coordenadora Vera Bonazzi e da integrante Maria Cristina Gabrielloni. Representaram o GT de Saúde da Mulher do Coren-SP a presidente da  Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (Abenfo) e membro do GT, Rosemeire Sartori Albuquerque;  a coordenadora Sandra Regina Neves Cason; e a integrante Milene Mori.

A Comissão de Saúde da Mulher do Cofen acompanha o trabalho desenvolvido pelos Corens. “Entre as nossas ações, discutimos com a rede que trata sobre a Saúde da Mulher sobre as regiões prioritárias e ações para melhorar indicadores em cada Estado”, explicou Maria Cristina Gabrielloni.

Durante a reunião, foi um consenso de que o Qualifica Parto, desenvolvido pelo GT do Coren-SP, é uma experiência bem sucedida. “É uma forma de incentivar outros grupos de trabalho e profissionais a desenvolverem projetos de requalificação da assistência e valorização do enfermeiro obstétrico e obstetrizes”, disse a presidente da ABENFO e membro do GT, Rosemeire Sartori.

Entre as ações previstas para 2017 está a intensificação do trabalho desenvolvido junto aos profissionais e instituições do interior do Estado, para disseminar a atuação autônoma e efetiva da enfermagem na assistência à mulher em todo o território paulista.

Integrantes do GT de Saúde da Mulher do Coren-SP e da Comissão do Cofen

Enfermagem e parto humanizado

A participação da enfermagem no acompanhamento da gestação e do parto é fundamental para a humanização da assistência. “Onde têm enfermeiro obstetra e obstetrizes assistindo, os resultados são melhores, pois há menos intervenções em relação à mulher e ao bebê”, disse a presidente da Abenfo.

Índices comprovam esta realidade, como a redução das taxas de prematuridade, de mortalidade infantil e materna e do uso de ocitocina e episiotomia, entre outros resultados que garantem também a queda de despesas no SUS, já que os bebês são encaminhados com menor frequência a UTIs e nascem mais saudáveis.

A enfermagem também tem papel fundamental em outros eixos que integram a Saúde da Mulher, como a assistência no campo sexual e reprodutivo.

Qualifica Parto

Uma parceria entre Coren-SP e Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (Abenfo), o projeto Qualifica Parto é conduzido pelo Grupo de Trabalho (GT) de Saúde da Mulher. Ele consiste em um curso de aprimoramento, com aulas no laboratório de Simulação Realística do Coren-SP Educação e plantões em cinco hospitais, incentivando o protagonismo da enfermagem no parto humanizado e qualificando a assistência prestada à sociedade.

O GT de Saúde da Mulher do Coren-SP foi criado em 2015  e é composto pelas enfermeiras Sandra Regina Neves Cason, Ivanilde Marques da Silva Rocha, Milene Mori Ferreira Luz, Priscila Pereira das Neves e Rosemeire Sartori de Albuquerque.