Coren-SP realiza evento sobre Enfermagem em Saúde Mental – Coren-SP

Coren-SP realiza evento sobre Enfermagem em Saúde Mental

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo promoveu o evento “Desafios para a Enfermagem na Saúde Mental: Sistematização da Assistência de Enfermagem” nesta quinta (31) e sexta-feira (1).

O encontro foi o resultado da atuação do Grupo de Trabalho (GT) de Enfermagem em Saúde Mental, vinculado às Câmaras Técnicas da autarquia, e reuniu enfermeiros atuantes na especialidade.


Fabíola de Campos Braga Mattozinho e João Fernando Marcolan

A cerimônia de abertura do evento contou com a participação de presidente do Coren-SP, Fabíola de Campos Braga Mattozinho, que saudou os profissionais presentes e ressaltou a importância da autarquia sediar eventos voltados a enfermeiros especialistas.

O coordenador do Gt de Saúde Mental, enfermeiro João Fernando Marcolan, também participou da mesa de abertura.


Maria Alice Lélis falou sobre “SAE em saúde mental: para além do tradicional” ​

Na parte da manhã houve uma mesa de palestras da qual participaram, além de Marcolan, a conselheira Consuelo Garcia Correa, que falou de uma forma ampla sobre sobre “Sistematização da Assistência em Enfermagem”, Maria Alice Lélis, que falou sobre “SAE em saúde mental: para além do tradicional” e Maria Cristina Mazzaia, com o tema “Projeto Terapêutico Singular como Sistematização da Assistência em Saúde Mental”.
 


Consuelo Garcia Correa falou de uma forma ampla sobre sobre “Sistematização da Assistência em Enfermagem”

As palestrantes frisaram a necessidade urgente da organização do processo de trabalho do profissional em Saúde Mental. Além disso, foi destaca com ênfase a necessidade da inserção do enfermeiro na equipe transdisciplinar, fundamental no tratamento psiquiátrico. “Na proposta de saúde mental, de singularidade, não tem como a Enfermagem trabalhar de forma isolada”, explicou Maria Cristina Mazzaia.


Maria Cristina Mazzaia trouxe o tema “Projeto Terapêutico Singular como Sistematização da Assistência em Saúde Mental”

Após a mesa de palestras, os participantes tiveram a oportunidade de tirar dúvidas e construir em conjunto com os palestrantes as conclusões do encontro. Foi apontada a necessidade de desenvolver ferramentas de sistematização da assistência especialmente voltadas às especificidades da Enfermagem em Saúde Mental.

No período da tarde, os participantes debateram as questões levantadas na parte da manhã em 4 grupos distintos. Os apontamentos realizados pelos grupos foram discutidos em reunião Plenária na sexta-feira para a consolidação de um documento com propostas referentes às necessidades dos enfermeiros em Saúde Mental, de forma a melhorar suas condições de trabalho e, conquentemente, a qualidade da assistência prestada em todo o estado de São Paulo.  Entre os encaminhamentos, ficou consolidada a utilização prioritária do Projeto Terapêutico Singular (PTS) em pacientes psiquiátricos.