Coren-SP participa de passeata e divulga carta em defesa do SUS – Coren-SP

Coren-SP participa de passeata e divulga carta em defesa do SUS

O Coren-SP participou de manifestação em defesa do SUS, promovida nesta quinta-feira (5/4), no Centro de São Paulo. Com concentração em frente à Associação Paulista de Medicina, na avenida Brigadeiro Luis Antônio, a passeata seguiu até a Catedral da Sé.

Em seu discurso, a presidente do Coren-SP, Renata Pietro, foi enfática ao afirmar que o sucateamento do SUS prejudica a assistência promovida pelos profissionais de enfermagem. “Não podemos continuar nessa situação precária que vem cada vez mais prejudicando nossos profissionais e a população”.

Além da presidente do Coren-SP, participaram da passeata o vice-presidente, Cláudio Silveira, o primeiro-tesoureiro, Jefferson Caproni, o segundo-tesoureiro, Edir Gonsaga e os conselheiros Maria Cristina Massarollo, Cléa Rodrigues, Alessandro Rocha, Demerson Bussoni, Eduardo Fernando de Souza, Janiquele Ferreira, James Santos, Ivete Totti, Márcia Brito, Anderson Silva, Dorly Gonçalves, Emerson Santos, Erica Santos, Gergezio Souza, Josileide Bezerra, Claudete Nascimento, Gilmar Lima, Marcos Fernandes e Virginia Santos.

Além do Coren-SP, o Coren-MG também participou da passeata, representado pela presidente, Carla Prado Silva, além de mais de 50 entidades e associações, incluindo o Conselho Estadual da Condição Feminina, a Associação Paulista de Medicina, o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, a Pastoral da Saúde, a Frente de Defesa do SUS, sindicatos, e associações de usuários do SUS.

Os manifestantes soltaram balões negros ao meio-dia

Nesta quinta-feira (5/04) o Conselho publicou uma nota para expor às autoridades e à própria população as consequências do desmonte do sistema público de saúde para a enfermagem e qualidade do atendimento.  “Garantir o acesso aos serviços públicos de saúde é uma luta diária para muitos trabalhadores da área que, mesmo em situação de subdimensionamento, sobrecarga de trabalho e falta de segurança, não medem esforços para garantir uma assistência segura e de qualidade à população”, diz o texto. Leia na íntegra.

Atuação do Coren-SP em Defesa do SUS e da sociedade

O Sistema Único de Saúde (SUS) enfrenta uma grave crise, decorrente do subfinanciamento e da ineficiência dos modelos de gestão. Essa realidade vem comprometendo os princípios básicos da universalidade, equidade e integralidade, à medida que a falta de estrutura dos equipamentos de saúde, a escassez de medicamentos e insumos e a desvalorização dos profissionais ameaça o acesso dos cidadãos à saúde pública.

A população é a vítima mais evidente nesse contexto, enfrentando longas filas, falta de leitos e de profissionais, espera por exames, entre outras dificuldades que a priva de um direito constitucional, que é o acesso à saúde. Ao mesmo tempo, profissionais da área também vivenciam essa realidade e, muitas vezes, suas dificuldades são invisíveis aos olhos da sociedade.

Garantir o acesso aos serviços públicos de saúde é uma luta diária para muitos trabalhadores da área que, mesmo em situação de subdimensionamento, sobrecarga de trabalho e falta de segurança, não medem esforços para garantir uma assistência segura e de qualidade à população.  Não podemos permitir que aqueles que se dedicam ao cuidar e à garantia da dignidade da pessoa humana sejam penalizados por uma conjuntura da qual também são vítimas. Da mesma forma, é inaceitável que os cidadãos sejam privados do direito básico de acesso à saúde.

O Coren-SP, em sua participação neste ato público,  faz uma apelo à  a sociedade e aos profissionais de saúde em uma causa comum: a DEFESA DO SUS. Vamos, juntos, mostrar para as autoridades – Congresso, Presidência da República, Gestores Estaduais e Municipais, Judiciário – a nossa insatisfação com os modelos de financiamento e de gestão vigentes e que os trabalhadores da saúde e a população  não aceitam mais ser penalizados pela atual conjuntura.