Coren-SP participa de ato na Alesp pela proibição do EaD – Coren-SP

Coren-SP participa de ato na Alesp pela proibição do EaD

O Coren-SP segue trabalhando para combater o  Ensino a Distância para cursos de graduação na área da Saúde. Nesta terça-feira (9), o vice-presidente do Coren-SP, Mauro Antônio Pires, e demais representantes do Fórum dos Conselhos de Atividades Fins de Saúde (FCAFS) do Estado de São Paulo entregaram um ofício ao presidente da Comissão de Saúde da Alesp, deputado estadual Cezinha, solicitando audiência pública para dar continuidade aos debates sobre o tema.

Mauro Antônio Pires, vice-presidente do Coren-SP, apresenta proposta para o deputado Cezinha 

Participaram da reunião os representantes dos Conselhos de Odontologia, Fonoaudiologia, Educação Física, Farmácia e Enfermagem. “Não podemos admitir o ensino à distância como ferramenta prioritária de formação. Isso prejudica a qualidade da assistência prestada e coloca em risco a segurança da sociedade”, disse o vice-presidente do Coren-SP.

O grupo percorreu os gabinetes de deputados solicitando apoio para aprovação do Projeto de Lei (PL) 52/2017, que prevê a proibição da modalidade ensino a distância para cursos de graduação na área da saúde e que precisa do aval das comissões para ser votado e, então, sancionado pelo governador Geraldo Alckmin.

O trabalho do Coren-SP contra o EaD é antigo e sua mobilização foi fundamental para colocar o tema na pauta da Alesp. Fazem parte do Fórum os Conselhos Regionais de Biologia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Psicologia e Serviço Social, que representam mais de 1,5 milhão de trabalhadores da área da saúde do estado de São Paulo. 

Integrantes do Fórum dos Conselhos de Atividades Fins de Saúde (FCAFS) em Audiência Pública na Alesp