Coren-SP leva Qualifica Sepse ao AC Camargo – Coren-SP

Coren-SP leva Qualifica Sepse ao AC Camargo

No Dia Mundial de Combate à Sepse (13/9), o Coren-SP lança um alerta para os profissionais de Enfermagem sobre a importância do diagnóstico e do tratamento precoces da doença. “Quanto mais rápido conseguirmos atuar, melhor será a condição do paciente”, ressaltou a professora e conselheira Renata Pietro.

A conselheira e professora Renata Pietro

Renata explicou aos profissionais que a Sepse ataca o sistema imunológico e tem início com uma infecção que compromete o fluxo sanguíneo, trazendo prejuízos à microcirculação. A conselheira destacou que a doença é a maior causa de óbitos nos hospitais brasileiros – cerca de 240  mil, ao ano –  e que 17% dos leitos de UTI são ocupados por pacientes com a doença.

A palestra contou com participação de grande número de profissionais do AC Camargo

“O Brasil tem uma das taxas mais altas de morte do mundo e nós precisamos reverter este quadro, envolvendo toda a equipe e melhorando a qualificação dos profissionais de saúde”, alertou. Especialista em terapia intensiva, Renata defendeu o estabelecimento de protocolos e treinamento específico para o aprimoramento da triagem e reconhecimento precoce da sepse.

A conselheira, com coordenadores e profissionais da instituição

Ao final, a conselheira indicou aos profissionais a consulta ao manual “Sepse: um problema de saúde pública”, produzido pelo Coren-SP em parceria com o Instituto Latino-Americano de Sepse (ILAS), e disponível para download.

As enfermeiras Isabel Miranda Bonfim , RT da instituição, e Maria das Graças Matsubara, supervisora da educação continuada, agradeceram a presença do Coren-SP.