Coren-SP discute jornada de 30 horas em Barueri, Guarulhos e Itapevi – Coren-SP

Coren-SP discute jornada de 30 horas em Barueri, Guarulhos e Itapevi

A redução da jornada de trabalho da enfermagem é fundamental para garantir melhores condições de trabalho aos profisisonais e uma assistência de qualidade à população. Este é o ponto de vista do Coren-SP, que está apostando na municipalização das 30 horas semanais, por meio de estudos de dimensionamento. A Comissão de Relações Institucionais (CRI) da autarquia está percorrendo o estado de São Paulo, para mobilizar os profissionais e dialogar com as Prefeituras e Câmaras Municipais em Grupos de Trabalho sobre o tema.

Luciano Rodrigues com membros da Comissão de Enfermagem de Barueri

De acordo com o conselheiro Luciano Rodrigues, o Coren-SP ampliará suas ações em 2017. “Vamos intensificar os debates nos Grupos de Trabalho que já foram implantados nos municípios e percorrer outras cidades, para avançar com a redução da jornada de trabalho em todo o Estado”.

Em janeiro, Luciano esteve em Guarulhos, onde se reuniu com o prefeito Guti, que se comprometeu em trabalhar pela redução da jornada para técnicos e auxiliares, já que os enfermeiros já atuam em regime de 30 horas no município. Ele também esteve com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Itapevi, Cláudio Fernandes; e com o secretário de saúde e membros da Comissão de Enfermagem de Barueri. “A união e a mobilização da categoria são fundamentais para conquistarmos nossos direitos”, avalia o conselheiro.

Reunião com o presidente do Sindicato dos Servidores de Itapevi 

Cerca de 30% dos municípios de São Paulo já adotaram as 30 horas semanais. Em 2016, os profissionais de Dumont, Boraceia, Cubatão, Araraquara e Birigui conquistaram a redução da jornada com o apoio do Coren-SP.

Prefeito de Guarulhos (à dir.) se comprometeu com a pauta das 30 horas