Com apoio do Coren-SP, Enfermagem de Cubatão conquista as 30 horas – Coren-SP

Com apoio do Coren-SP, Enfermagem de Cubatão conquista as 30 horas

Diante de um plenário lotado, os vereadores de Cubatão aprovaram, terça-feira (8) – Dia Internacional da Mulher –  o projeto de lei encaminhado pela prefeita Márcia Rosa estabelecendo a jornada de 30 horas semanais para os profissionais de Enfermagem do município. O Coren-SP vem acompanhando e apoiando a luta pela redução da jornada no município desde 2012. A votação foi acompanhada pelo conselheiro estadual Luciano Rodrigues e pelo conselheiro federal Luciano da Silva.

O projeto de lei da prefeita de Cubatão, Márcia Rosa, atende uma reivindicação antiga da categoria

Luciano da Silva, enfermeiro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e membro do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), destacou a unidade da categoria na luta pela redução de jornada de trabalho. Ele afirmou que as 30 horas significarão melhora na qualidade de vida dos profissionais da Saúde. “A mudança vai refletir positivamente no atendimento à população”, declarou. 

O conselheiro estadual Luciano Rodrigues  (à esq.) e o conselheiro federal Luciano da Silva (ao centro) com profissionais de Enfermagem do município

A aprovação do projeto coincidiu com o Dia Internacional da Mulher. O presidente da Câmara, Aguinaldo Araújo, lembrou que a Enfermagem é uma categoria majoritariamente feminina, e que, por isso, a redução de jornada representará uma grande vitória para as profissionais do setor.

O projeto foi aprovado em primeira e segunda discussões, sendo a última sessão extraordinária. A votação contou com a presença de profissionais de Enfermagem do município, que torceram e acompanharam de perto toda a sessão.
 


A Enfermagem comemora a aprovação das 30 horas pela Câmara Municipal de Cubatão

A redução para 30 horas de jornada de trabalho beneficia enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem e, ainda, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais. O projeto agora segue para a sanção da prefeita Márcia Rosa.