Audiência discute crise no HU-USP – Coren-SP

Audiência discute crise no HU-USP

O Coren-SP participou, terça-feira (13/9), de audiência realizada na Promotoria de Justiça do Ministério Público de São Paulo (MP), visando a busca de alternativas para a crise do Hospital Universitário (HU) da Universidade de São Paulo (USP). A autarquia foi representada pelo vice-presidente do Coren-SP, professor Mauro Antonio Dias da Silva, e pela assessora técnica Raquel Cima.

Presidida pelo promotor Arthur Pinto Filho, a audiência contou, ainda, com as seguintes entidades: Conselho Regional de Medicina (Cremesp), Sindicato dos Trabalhadores da Universidade de São Paulo (Sintusp), Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo (Adusp), Sindicato dos Médicos do Estado de São Paulo (Simesp), Superintendência do HU, acadêmicos e funcionários de vários setores do HU, incluindo o departamento de Enfermagem, além do procurador da reitoria da USP.

O vice-presidente do Coren-SP, Mauro Dias da Silva, e a assessora técnica Raquel Cima (á dir.) durante audiência no MP

Entre os pontos discutidos estão o reflexo e as consequências da efetivação do Programa Interno de Demissão Voluntária (PIDV) da USP no Hospital Universitário, que já estão prejudicando o atendimento à população da região Oeste de São Paulo, por precarizar as condições de trabalho, proporciona desgaste aos profissionais de saúde e maior possibilidade de erros.

Ficou definido que o MP encaminhará à USP recomendação de exclusão total do HU do PIDV – enfermagem e médicos já haviam sido excluídos – e também de contratação de profissionais para recompor setores que tiveram atendimento prejudicado, além de audiência com o governador Geraldo Alckmin para discutir maior repasse de verbas à instituição.