Coren-SP lança Guia de Atenção Básica durante seminário

Coren-SP lança Guia de Atenção Básica durante seminário
Comunicação / COREN-SP
03/08/2017

O Coren-SP Educação sediou nesta quarta-feira (2/8) o “2º Seminário de Práticas Assistenciais na Atenção Básica”, idealizado pelo Grupo de Trabalho (GT) de Práticas Assistenciais de Enfermagem na Atenção Básica (PAAB). “O objetivo do evento é propor transformações e melhorias na assistência de enfermagem”, afirmou a presidente do Coren-SP, durante a abertura do evento.


Fabíola Campos destacou que  objetivo do Seminário foi o de propor transformações e melhorias na prática da enfermagem na Atenção Básica

A enfermeira Rosana Aparecida Garcia, coordenadora do GT de PAAB da autarquia, destacou sua preocupação com o futuro do SUS e o papel da enfermagem na manutenção do sistema. “Somos grandes protagonistas na manutenção do SUS. Que nós, como profissionais de enfermagem, possamos lutar por isso”.


A conselheira Marcília Gonçalves destacou a necessidade de conhecimento para o profissional que atua na atenção básica

Rosana moderou a primeira mesa-redonda do dia: “Enfermagem na atenção básica: norteando a gestão e a assistência”, que teve a participação de Marcília Gonçalves, conselheira coordenadora das Câmaras Técnicas do Coren-SP e da professora Paulina Kurcgant, da Escola de Enfermagem da USP.

Marcília falou sobre boas práticas de enfermagem e lembrou que “a atenção básica, por sua dinâmica, não utiliza equipamentos complexos, mas requer conhecimento científico, como todas as áreas de atuação da saúde”.


Paulina Kurcgant: "“A ingenuidade em um enfermeiro Responsável Técnico é criminosa. Quem sofre as consequências disso é o paciente"

A professora Paulina Kurcgant destacou o gerenciamento de enfermagem e as condições necessárias para que o profissional se empodere. “A ingenuidade em um enfermeiro Responsável Técnico é criminosa. Quem sofre as consequências disso é o paciente. Pior do que o enfermeiro não ter um espaço de poder é ter esse espaço e preenchê-lo mal”.


Patrícia Luna Torres moderou a segunda mesa-redonda

A  mesa-redonda “Atenção básica e suas interfaces”, moderada pela enfermeira Patrícia Luna Torres, focou três tópicos do dia a dia dos enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e obstetrizes: liderança, processo de enfermagem e registro/anotações.


Wilza Carla Spiri destacou a necessidade da busca pelo conhecimento científico

A professora Wilza Carla Spiri, da UNESP, palestrou sobre liderança e destacou a necessidade de o enfermeiro que atua na atenção básica buscar o conhecimento científico. “Sem conhecimento, o líder não consegue se colocar de uma forma que influencia os outros membros da equipe de acordo com os objetivos que devem ser alcançados”.


Simone Sierra desmistificou a prática do Processo de Enfermagem na atenção básica

O processo de enfermagem na Atenção Básica foi desmistificado pela enfermeira Simone Sierra. Ela lembrou que normalmente se pensa que o processo de enfermagem só pode ser desenvolvido no ambiente hospitalar, mas isso é um mito que precisa ser combatido. Citou a Política Nacional de Atenção Básica (Portaria 2.488/2011 do Ministério da Saúde) como guia para a prática assistencial nesta área. “A Política Nacional de Atenção Básica nos empodera, pois coloca a enfermagem em posição de destaque. Ela permite que o enfermeiro seja o líder nas equipes da Estratégia de Saúde da Família, por ter uma formação que o habilita a isso”.


O conselheiro Alessandro Andrighetto: "por meio do registro de enfermagem consigo saber se minha equipe está sendo eficiente e acompanhar suas ações"

O conselheiro do Coren-SP e advogado Alessandro Lopes Andrighetto  destacou uma função pouco conhecida das anotações de enfermagem  e que é de grande importância dentro da dinâmica de trabalho da atenção básica: “Com a informação que me é trazida pelo registro de enfermagem eu consigo planejar e verificar as ações que estão sendo realizadas pela equipe. Por meio do registro, posso saber se minha equipe está sendo eficiente e acompanhar as ações dela”, explicou.

Lançamento do “Guia de Boas Práticas na Atenção Básica”

O “2 Seminário de Práticas Assistenciais na Atenção Básica” do Coren-SP foi encerrado com o lançamento do “Guia de Boas Práticas de Enfermagem na Atenção Básica: norteando a gestão e a assistência”, que pode ser baixado gratuitamente no site Coren-SP. “Tenho 34 anos de enfermagem e nunca vi um trabalho de atenção básica tão bonito quanto esse”, emocionou-se Mariza Beraldo, membro do GT de PAAB do Coren-SP.


Rosana Garcia conduziu o lançamento do guia

“Esse trabalho é direcionado a enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e obstetrizes da atenção básica. Foi pensado em toda a equipe e foi concebido com muito carinho”, destacou Rosana Garcia.

A presidente do Coren-SP, Fabíola Campos, agradeceu ao trabalho desenvolvido pelo GT, tanto na elaboração do guia, quanto das demais ações. “Muitos de nós fomos formados com uma visão medicalocêntrica e hospitalocêntrica. Contamos com a visão de pessoas como vocês. Agreço muito o trabalho desenvolvido pelo GT”, finalizou.