Coren-SP repudia mentiras divulgadas sobre a fiscalização

Coren-SP repudia mentiras divulgadas sobre a fiscalização
04/09/2017

 

O Coren-SP repudia veementemente as afirmações divulgadas em vídeo divulgado pela página “Enfermeira Irônica”, no Facebook, por concorrente no processo eleitoral, sobre as atividades de fiscalização desempenhadas pela Autarquia. Ao contrário do que relata o vídeo, as ações fiscalizatórias são realizadas sob absoluto sigilo e sem qualquer aviso prévio às instituições, seguindo rigorosamente as diretrizes das resoluções Cofen nº 374/2011 e nº 518/2016.

Manifestações como essas, fundadas em boatos e inverdades sobre a atuação do Conselho e seus profissionais, promovem a desinformação e comprometem o fortalecimento da categoria. Mais ainda, lançam dúvidas sobre a atuação dos fiscais, que se dedicam diariamente à construção de uma enfermagem mais segura tanto para os profissionais que atuam na assistência, quanto à sociedade, desconsiderando todos os desafios, dificuldades e empecilhos. Além de agredir os fiscais e sua atuação, o depoimento em questão atinge a idoneidade dos Enfermeiros Responsáveis Técnicos, ao afirmar que eles “maquiam” os problemas das instituições.

Convém expor que, desde 2012, o Coren-SP vem intensificando as ações de fiscalização e, por meio delas, aproximando o diálogo com os profissionais que atuam na ponta da assistência, oferecendo apoio e instrumentos para lidar com as adversidades do dia a dia, a fim de alcançar um cuidado de excelência perante suas instituições. Além das fiscalizações, são realizadas oficinas de dimensionamento, reuniões de esclarecimento de dúvidas, palestras, apuração de denúncias, entre outras ações.

No mesmo período, o Conselho adotou uma nova postura diante da realidade vivenciada pelos profissionais, buscando orientá-los no aperfeiçoamento de suas qualidades e não apenas puni-los em caso de infrações éticas. Assim, passou a promover as audiências de conciliação, resolvendo 17,4% das ocorrências dessa forma; bem como Termos de Ajustamento de Conduta (TAC), que inserem esses profissionais em programas de reciclagem do Coren-SP Educação e exigem das instituições a regularização das pendências que impactam na qualidade da assistência.

Nós, do Coren-SP, acreditamos que o diálogo transparente e propostas construtivas são o melhor caminho para o fortalecimento e a valorização da enfermagem. Ataques a determinados segmentos da categoria e informações inverídicas sobre o Conselho servem apenas à desinformação e desunem a classe. Portanto, contamos com o discernimento dos profissionais de enfermagem, ao se depararem com esse tipo de conteúdo, de buscar o caminho da verdade, da coerência e, acima de tudo, da valorização da profissão.